A Netflix lançou na sexta, 21, o filme A Última Coisa Que Ele Queria. Com o elenco apresentado, a expectativa era alta para o drama político.

No entanto, o que a plataforma está observando é que os críticos e o público não estão conseguindo se conectar com o filme que traz Anne Hathaway no papel principal e Ben Affleck como um personagem misterioso.

O site Screen Rant tentou explicar o motivo de A Última Coisa Que Ele Queria não ter sido bem recebido.


Novo filme da Netflix é confuso

Desde a estreia do filme em Sundance, os críticos avaliam que o novo filme da Netflix é “uma catástrofe que quase não tem explicação”. Existe também a comparação do longa com O Boneco de Neve, filme de 2017 também baseado em livro de mesmo nome que não conseguiu adaptar todo conto da maneira elogiada.

O Screen Rant lembra que o resumo da crítica coloca o roteiro de A Última Coisa Que Ele Queria como quase “sem sentido” ao ponto de “que nem os atores com todo esforço conseguem fazer com que o público entenda a história”.

No Rotten Tomatoes, famoso agregador de críticas, a aprovação do filme, até o momento desta publicação, é de apenas 7%. Para mostrar a decepção com o longa da Netflix, até algumas críticas foram destacadas.

Uma delas afirma que o filme da diretora Dee Rees “é incompreensível de forma impressionantemente baixa”, dando conta que “geralmente quando um filme perde o controle da própria narrativa, ele arruma tudo no final – o que não acontece aqui”.

A mesma crítica afirma que a plateia da sessão em Sundance riu do final de A Última Coisa Que Ele Queria, que deveria ser dramático. O motivo citado pela análise é de que o desfecho é “desastroso”.

Outra análise ainda chama o filme da Netflix de “incompleto, como Boneco de Neve, em que os desenvolvedores parecem que precisam correr com o orçamento e não conseguem finalizar o roteiro”. A opinião segue a de outras análises, de que “a trama é quase impossível de acompanhar”.

Apesar das críticas sobre a história, a atuação de Anne Hathaway, que se esforça para o filme dar certo, é elogiada. Ao mesmo tempo, os profissionais reconhecem o talento de direção de Dee Rees, que tem no currículo Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississipi.

Filme está na Netflix

Apesar da avaliação da crítica, o ideal é que cada espectador veja o filme e tire as próprias conclusões. É importante notar que A Última Coisa Que Ele Queria é baseado no livro de mesmo nome de Joan Didion.

“Uma repórter obstinada se envolve na história que investiga quando ajuda o pai a fechar uma negociação de armas na América Central”, afirma a sinopse.

O elenco ainda traz Willem Dafoe em papel central. O roteiro também tem a colaboração de Marco Villalobos.

A Última Coisa Que Ele Queria está disponível na Netflix.