2020 pode ser o ano das super heroínas (e vilãs) no cinema. Aves de Rapina está em cartaz, contando a história de Arlequina e outras personagens interessantes do submundo do crime de Gotham.

Fãs sabem que filmes de super heróis protagonizados por mulheres não são comuns. E todos eles funcionam como uma espécie de derivado de outras obras, que destacam mais os heróis masculinos.

Um filme de super heróis com uma protagonista feminina, no entanto, conseguiu ser lançado sem ligações com a Marvel e a DC.


O site Screen Rant falou tudo sobre o assunto; confira abaixo!

Derivado?

Aves de Rapina é liderado por Arlequina. O filme coloca a personagem de Margot Robbie no centro, e é um derivado de Esquadrão Suicida. O mesmo acontece no MCU. Carol Danvers é introduzida ao contar sua própria história. Porém, de acordo com o Screen Rant, o filme pode ser considerado um derivado do MCU, assim como Viúva Negra.

Segundo o Screen Rant, a única exceção é Tank Girl. O filme foi lançado em 1995, baseando-se na HQ homônima que acompanha uma heroína que se envolve em missões perigosas para uma organização misteriosa.

O filme de 1995 contou com Lori Petty no papel principal, mas não fez sucesso com os críticos.

Um reboot da produção foi anunciado no ano passado. Ele será produzido pela LuckyChap Entertainment, companhia fundada por Margot Robbie.

Aves de Rapina está em cartaz nos cinemas.