Supernatural está exibindo sua temporada final, e fãs já estão preparando o coração para o fim da história de Sam e Dean Winchester. Com o jeito que a trama do último ano da série está progredindo, é possível que o desfecho seja marcado por tragédias.

No entanto, de acordo com o site CBR, Supernatural pode ter um final feliz mesmo com as mortes de Sam e Dean Winchester.

Confira abaixo a teoria apresentada pelo site!


O retorno

A teoria é baseada no trailer para a segunda parte da temporada final.

Acompanhado de uma canção original de Jensen Ackles, a prévia conta com Dean afirmando “Nós perdemos”. Chuck também diz “tudo que é bom chega ao fim”. O trailer também dá a entender a morte do novo interesse romântico de Sam e possivelmente dos próprios irmãos Winchester.

É na última fala do trailer que os fãs encontram esperança.

“Sem dúvidas, desfechos são difíceis… Mas de qualquer forma, nada realmente chega ao fim”, afirma Chuck.

A solução

Supernatural pode terminar com a morte de Sam e Dean, destruindo os personagens de maneira heroica, e ao mesmo tempo contar com um final feliz. Mas como? Criando outra linha do tempo.

Chuck pode facilmente criar outra dimensão, e ele não é o único personagem a contar com esse poder. No cânone de Supernatural, viagens no tempo e realidades alternativas são relativamente comuns.

Dessa forma, é possível que Sam e Dean sejam derrotados de maneira heroica na batalha final contra Chuck. Nesse momento, o valor e honra dos irmãos faria Deus mudar de opinião. Afinal de contas, a entidade já se mostrou extremamente volúvel e emocional.

Reconhecendo a importância dos irmãos, Chuck pode fazer a realidade voltar no tempo, provavelmente para o início da história dos irmãos. Dessa forma, Sam e Dean poderiam ter uma nova vida completamente diferente, com seus respectivos finais felizes.

Seria mais ou menos o que aconteceu com o Capitão América no final de Vingadores: Ultimato.

Fãs terão que esperar o retorno de Supernatural para conferirem o destino de Sam e Dean.

Supernatural retorna em breve.