Esta SIMPLES mudança teria salvado Batman vs Superman; veja como

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Batman vs Superman: A Origem da Justiça teve uma considerável lista de problemas, mas há uma mudança simples que poderia ter feito o filme melhor no geral. O filme foi uma continuação de O Homem de Aço, de Zack Snyder, e era para ser o capítulo que lançaria o DCEU, com Esquadrão Suicida seguindo logo depois.

Batman vs Superman apresenta Ben Affleck como uma versão mais velha e brutal de Batman, caçando Superman pela ameaça que ele representa para a humanidade, enquanto Lex Luthor, de Jesse Eisenberg, manipula os dois nos bastidores.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Infelizmente, Batman vs Superman: A Origem da Justiça nunca decolou como o estúdio esperava e, em vez disso, teve uma reação de mista a negativa após o lançamento. Críticos e público condenaram fortemente o filme por seu roteiro mal desenvolvido, a escrita inconsistente dos personagens e seu tom excessivamente sério e melodramático: o longa recebeu até o Framboesa de Ouro de Pior Roteiro no ano seguinte ao seu lançamento, sem falar em outras vitórias e indicações ao “prêmio de chacota”.

Apesar de quebrar recordes em seu primeiro final de semana, o filme teve uma queda sem precedentes na segundo semana nas bilheterias e nunca se recuperou, faturando US$ 873 milhões dos mais de US$ 1 bilhão que se esperava que arrecadasse. Se os Vingadores, que nem eram extraordinariamente famosos antes de 2012, conseguiram várias vezes, por que três dos maiores ícones dos quadrinhos – Batman, Superman e Mulher-Maravilha – não conseguiriam?

Enquanto Batman vs Superman teve muitos problemas fundamentais de narrativa em seu roteiro, há uma questão que poderia ter ajudado o filme e, especificamente, aprofundado o conflito entre os dois “heróis”. O Batman de Ben Affleck é um assassino, e Batman vs Superman não tenta realmente contar com isso de uma maneira lógica ou significativa.

Se essa versão do Batman não tivesse matado tanto no filme, e fosse abordado de um jeito diferente, isso teria impactado bastante vários elementos da história.

É difícil simpatizar com o Batman

Muitos dos defensores mais ardentes de Batman vs Superman: A Origem da Justiça argumentam que Batman substitui o principal antagonista do filme, pois sua vingança contra Superman o leva a tentar matar o Homem de Aço no clímax do filme. No entanto, isso não está muito claro no filme e a maioria do público em geral não recebe essa impressão por causa de como o filme enquadra essa versão do Batman e suas ações.

Embora seja óbvio que matar o Superman seria moralmente repreensível, o filme não toma a mesma posição com o restante dos assassinatos óbvios do Batman no filme. Snyder mostra frequentemente Bruce usando força letal contra criminosos, mas essas sequências de ação não são enquadradas sob uma luz antagônica ou vilanesca.

Isso torna difícil para o público descobrir como eles devem se sentir em relação a Bruce, porque, por um lado, o filme não lida com os assassinatos de Batman com peso suficiente para realmente parecer que ele é o vilão do filme, mas, por outro lado, é impossível sentir-se conectado a ele como protagonista, porque ele também é um assassino de sangue frio, coisa que Batman nunca foi (nem mesmo em O Cavaleiro das Trevas de Frank Miller, que serviu de inspiração para Snyder e conta com uma cena perto do fim em que Batman faz um grande discurso contra armas).

Se Batman não tivesse matado nenhum dos capangas do filme, a narrativa poderia tê-lo retratado como um vigilante em conflito a caminho de quebrar sua única regra, algo que o teria equilibrado adequadamente como protagonista e antagonista.

O conflito do Batman com o Superman teria sido ideologicamente equilibrado

Batman vs Superman: A Origem da Justiça tenta colocar Batman e Superman em lados opostos e até como duas partes de um debate ideológico. Batman acredita que ele precisa matar o Superman porque ele representa uma ameaça existencial para a humanidade, enquanto Superman pensa que Batman é um vigilante extrajudicial que aterroriza Gotham City.

Embora os personagens não tomem nenhuma providência para resolver esses conflitos sem violência, o filme também falha porque ter um Batman assassino imediatamente o coloca menos em pé de igualdade com o Superman. Enquanto Bruce é paranoico pelo poder que o Superman possui e da possibilidade de usá-lo mal, Batman, como um hipócrita, passa a totalidade do filme matando sem discrição.

Esta é a razão pela qual Capitão América: Guerra Civil funcionou bem, apesar de não ser uma adaptação tão boa da HQ. Tanto Steve Rogers quanto Tony Stark tem motivos compreensíveis que revelam a membros do público a raiz para entender os dois separadamente.

O problema com Batman vs Superman: A Origem da Justiça é que o conflito entre os heróis é uma equivalência moral falsa devido às táticas letais de Bruce. Se Batman não fosse um assassino ao longo do filme, seu ponto de vista ideológico teria sido capaz de permanecer em pé de igualdade com o de Superman e não teria sido um conflito unilateral ao longo da história.

O arco de história do Batman teria um peso significativo

O arco aparente da história de Batman em Batman vs Superman: A Origem da Justiça é que ele tenta assassinar o Superman por um senso equivocado de paranoia e medo, apenas para perceber que ele está errado e que matar o Superman seria um ato imperdoável. No entanto, esse arco é severamente prejudicado pelo fato de Bruce já ter tirado várias vidas até esse ponto (e inclusive ele volta a tirá-las depois dele, quando vai salvar Martha, a mãe do Superman).

Não parece genuíno que ele tenha uma enorme mudança de personagem devido à sua recusa em matar o Superman, quando durante todo o filme ele não teve nenhum escrúpulo em matar dezenas de capangas e criminosos o tempo todo. Isso deixa Batman em um estranho limbo, no qual ele matou dezenas de criminosos de nível inferior e ainda parece não sentir culpa ou remorso por esse fato.

Esse enredo poderia ter sido facilmente corrigido com a remoção dos assassinatos anteriores de Bruce do filme. Se ele ainda não tivesse se tornado um assassino, o filme poderia ter sido sobre sua lenta escalada a esse ponto.

Se Snyder tivesse começado o filme com um Batman que era perturbado e brutal, mas ainda não era um assassino armado, ele poderia ter colocado uma ênfase distinta em seu plano de matar o Superman, como a primeira vez que ele cruzaria a linha. Isso, é claro, daria aos telespectadores um arco de redenção muito mais claro, no qual Batman volta daquele lugar sombrio, além de preservar sua moralidade como personagem de histórias futuras.

O filme tem outros problemas, mas teria funcionado melhor

Embora a reposição do código de Bruce contra a matança pudesse ter aliviado alguns dos problemas de personagem do filme, ainda existem muitas outras coisas que impedem Batman vs Superman: A Origem da Justiça de ser ótimo. O público ainda rejeitou coisas como a interpretação do filme de Lex Luthor (e seu plano sem sentido), o roteiro desorganizado e complicado e referências forçadas ao resto da Liga da Justiça.

No entanto, muitas dessas questões poderiam ter sido negligenciadas (pelo menos aos olhos do público em geral) se o filme não tivesse um tom tão cínico e severo. É claro que é permitido que os filmes de histórias em quadrinhos sejam sombrios e sérios (como todos os filmes de Batman de Christopher Nolan e Logan de James Mangold), mas esses filmes precisam ganhar essa atmosfera por meio de boas composições.

Se Batman não fosse um assassino em Batman vs Superman, haveria muito mais espaço para leviandade sem entrar em conflito com o tom já melodramático do filme. Muita da inconsistência tonal vem do fato de o público já estar em um universo em que Batman está matando pessoas e Superman está lutando com uma crise existencial, então não há muito espaço para o humor ocasional que o filme tenta apresentar.

No entanto, se Batman fosse um pouco menos severo e mais sensato, a leviandade e a sutileza teriam aparecido mais, fazendo o público perdoar os outros problemas do filme. Batman vs Superman: A Origem da Justiça não tem a melhor reputação aos olhos do público desde seu lançamento em 2016, e é frustrante ver como correções simples poderiam ter ajudado o produto em geral.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio