Série da Netflix previu surto de Coronavírus; veja como

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quem poderia pensar que 2020 chegaria com um começo tão infernal? Bem, a série Explicando, da Netflix, poderia.

A segunda temporada da série documental da Netflix, lançada entre setembro e novembro de 2019, apresenta um episódio intitulado “A Próxima Pandemia”. O episódio entra em detalhes sobre pandemias passadas que atingiram a população humana, bem como a humanidade mal preparada para lidar com um surto global.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As advertências no episódio de Bill Gates e outros especialistas em saúde são bastante rígidas, considerando a posição em que nos encontramos agora.

A Próxima Pandemia

O episódio de 20 minutos visa educar os espectadores sobre pandemias e faz a pergunta muito importante: estamos prontos para uma?

Ao longo do episódio, somos apresentados a especialistas e autoridades que oferecem seus pensamentos. Isso começa com uma palavra de Bill Gates; depois de ponderar como o mundo terminará, o magnata da tecnologia diz que a queda da humanidade provavelmente será o resultado de uma pandemia.

O termo refere-se a uma doença que se espalha e afeta um país inteiro (epidemia), ou mesmo o mundo inteiro (pandemia).

A narração de J.K. Simmons reconhece que testemunhamos essa tragédia inúmeras vezes e que, no século VI, uma pandemia matou metade da população da Terra, enquanto que, no final da década de 1910 e início da década de 1920, o surto de influenza matou entre 50 e 100 milhões de pessoas.

Obviamente, houve muitos avanços desde então, mas ainda existem avisos prementes no episódio que parecem muito próximos do surto em curso de COVID-19.

Os avisos no episódio

Como mencionado, o episódio “A Próxima Pandemia” apresenta vários avisos severos de pessoas como Bill Gates e outros especialistas em saúde. Uma simulação nos momentos iniciais do episódio sugere que uma pandemia grave poderia potencialmente matar 33 milhões de humanos em apenas seis meses.

Bill Gates, da Microsoft, até alerta que um surto de pandemia pode prejudicar as economias à medida que se espalha por países ao redor do mundo, algo que está acontecendo devido à pandemia do COVID-19. Um aviso ainda mais preocupante de Gates é que o número de mortes de uma pandemia extrema pode ser semelhante ou superior às recentes guerras mundiais.

Como o episódio se vincula à situação em que nos encontramos agora

O episódio de Explicando tem algumas semelhanças estranhas com o surto atual, especialmente na seção que destaca a epidemia de SARS de 2002, que infectou 8.098 pessoas, matando 774. Assim como o novo surto de Coronavírus, acredita-se que o SARS tenha emergido na China, onde animais vivos, potencialmente portadores de doenças, são mortos e vendidos aos clientes.

No caso do SARS, o vírus desapareceu quase por si só, mas a rápida disseminação do COVID-19 para quase todos os cantos do mundo provou que é uma doença muito mais difícil. Por outro lado, no entanto, o episódio investiga a prevenção de vírus e detalha como novas vacinas estão sempre sendo desenvolvidas para combater surtos existentes e potenciais.

É mencionado no episódio que os cientistas estão atualmente trabalhando em uma vacina universal contra influenza, que poderia ser desenvolvida muito mais rapidamente que uma vacina típica. Ainda não se sabe se algo semelhante foi desenvolvido para o COVID-19.

Explicando está atualmente disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio