Fatos reais? Legado nos Ossos é adaptação de macabra história; veja

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Legado nos Ossos é um suspense espanhol da Netflix. Segue a história de Amaia Salazar, uma inspetora, que é forçada a voltar para sua antiga casa no vale de Baztan, onde uma série de assassinatos e suicídios misteriosos se tornaram assunto da cidade.

Cada vítima desses incidentes perturbadores possui uma carta que indica o nome de uma criatura mitológica do mal conhecida como “Tartalo”. Mudar-se para sua cidade antiga traz de volta as lembranças traumáticas de sua infância e o fato de o novo caso começar a chegar perto demais de sua casa também não ajuda.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas, apesar de todas as probabilidades, Amaia mergulha de bom grado na escuridão desses mistérios e tenta resolver o caso.

Certas tramas de Legado nos Ossos tornam bastante evidente que não se baseia inteiramente em uma história verdadeira. No entanto, ao mesmo tempo, o processo de sua investigação e até seus personagens parecem reais.

Portanto, caso você esteja se perguntando em que se baseia, continue lendo para saber tudo sobre suas inspirações.

Legado nos Ossos é baseado em uma história verdadeira?

Não, Legado nos Ossos não se baseia em uma história verdadeira. É, ao contrário, uma adaptação de um romance homônimo escrito por Dolores Redondo.

Na verdade, o livro faz parte de uma trilogia, da qual o primeiro, intitulado O Guardião Invisível, já possui uma adaptação cinematográfica. O primeiro filme realmente não teve um começo otimista e foi fortemente detonado por causa de controvérsias.

Mas os produtores do filme estão prontos para compensar isso com as duas partes restantes da saga.

A história de Legado nos Ossos envolve certos elementos sobrenaturais, o que torna bastante óbvio que é uma obra de ficção. Mesmo assim, Dolores Redondo montou sua história com base em algumas de suas próprias inspirações da vida real.

Em uma de suas entrevistas, ela explicou que é baseado em um crime ritual real que aconteceu muito perto do local em que se passa na história original. E como ela é do País Basco, ela sempre foi versada em todo o folclore europeu e tradição mágica que circunda a região.

Seu interesse pela bruxaria durante a Inquisição Espanhola e pelas lendas urbanas que ainda espreitam na cidade sempre a fascinaram. Tão claramente, a tradição mítica de sua cidade natal foi uma grande inspiração para a autora.

Embora Legado nos Ossos seja ficção policial, com algumas de suas subtramas, alude a temas mais profundos que envolvem a violência contra as mulheres. Por causa de como representa isso em suas histórias, Dolores Redondo também ganhou um prêmio do Instituto de Igualdade pela Defesa das Vítimas.

Além disso, o filme destaca as provações e tribulações da maternidade que a personagem principal enfrenta e também mostra como ela luta para equilibrar sua vida pessoal e profissional. O personagem Amaia vem da intenção da autora de retratar todas as diferentes etapas da vida pelas quais se deve passar.

Em seu site oficial, ela também menciona que se inspirou no conto da vida real de um casal, que pertencia à “seita mágica” e sacrificou seu próprio filho. Esse incidente encapsula os principais temas do filme: as pessoas ficam tão confusas com suas próprias crenças distorcidas que esquecem literalmente o que realmente importa no mundo real.

Também mostra como o senso de fé distorcido das pessoas em entidades piedosas ou demoníacas pode deixá-las completamente insanas. Além disso, ao descrever uma liderança feminina em uma profissão dominada por homens, a escritora agarra todos os estereótipos existentes pelo pescoço e os descarta com sua personalidade enérgica e encantadora.

Legado nos Ossos já está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio