Publicidade

Rugal é a resposta da Netflix para Demolidor, da Marvel

Publicado por Victor Carvalho

15/04/2020 20:00

Contém spoilers!

Faz mais de 18 meses que Demolidor, da Marvel, foi cancelada em novembro de 2018 e os fãs estão em campanha para salvar o seriado desde então. Até o elenco continua lutando com a hashtag #SaveDaredevil, mas a Netflix recusou uma quarta temporada há algum tempo, e agora parece cada vez menos provável que o Homem Sem Medo retorne tão cedo.

Enquanto o Demolidor não retorna às telas, a Coreia do Sul produziu um novo drama que tem mais do que uma semelhança passageira com o principal programa da Marvel na Netflix.

Cópia ou coincidência?

Baseada em uma popular série de quadrinhos do mesmo título, Rugal segue um policial chamado Kang Ki Beom (Choi Jin-hyuk) que luta para derrubar uma organização criminosa conhecida como Argos. Suas tentativas não passam despercebidas, então o grupo revida cegando Kang e matando sua esposa.

Como se isso não fosse horrível o suficiente, Kang acorda no hospital e descobre que foi acusado do assassinato em questão. Felizmente, uma organização secreta conhecida como NIS logo o recruta para sua equipe de operações especiais, fornecendo a Kang dois olhos artificiais que lhe conferem uma série de novas habilidades únicas.

Assim como o Demolidor, a estrela de Rugal luta contra o mal usando seus sentidos aprimorados e, assim como Matt Murdock, Kang lutou por justiça em seu trabalho diário.

As cenas de luta também são particularmente impressionantes em Rugal. Embora não haja nada nos primeiros episódios que corresponda aos confrontos icônicos do corredor de Demolidor, as lutas aqui ainda são brutais o suficiente para fazer você estremecer, e a equipe de dublês coreana é muito competente.

Quando Rugal estreou, o produtor Kang Cheol-woo explicou (via The Korea Herald) como seu seriado procura expandir as fronteiras para as produções da Coreia do Sul.

“Era tudo sobre o quão reais seriam as representações dos elementos de ficção científica, e acho que Rugal assumiu um novo desafio para os dramas coreanos. A história original, novos efeitos sonoros, computação gráfica e ação nunca vista em dramas atrairão espectadores.”

Na primeira cena de Rugal, Kang e sua esposa são encontrados caídos em poças de sangue após o ataque, mas a série não é tão séria assim. Apesar do foco na ficção científica, o senso de humor aparece de vez em quando.

De fato, é seguro dizer que Rugal não se leva tão a sério quanto Demolidor e, às vezes, o programa se aproxima perigosamente do clichê. As caracterizações também podem ser um pouco bregas.

Ainda assim, o que deve atrair as pessoas além do visual e das cenas de luta impressionantes ​​é o implacável desejo de vingança de Kang. É nesse desejo de justiça que Kang e Demolidor estão mais alinhados.

Rugal já está disponível para assistir na Netflix.

Publicidade