Vikings está chegando ao fim, e fãs já estão se preparando para a última despedida e o desfecho da história épica dos filhos de Ragnar. Como uma das séries históricas mais influentes de todos os tempos, Vikings vai com certeza deixar saudades.

A temporada final de Vikings está atualmente em hiato, e terá 20 episódios para fechar todas as tramas da série, sendo divididos em duas partes.

A primeira metade da temporada final de Vikings já foi exibida, e a série deve retornar no final do ano com seus episódios derradeiros.


Embora tenha deixado Vikings há um bom tempo, Ragnar será para sempre o personagem mais querido da série.

Como grande parte dos personagens de Vikings, Ragnar é baseado em uma figura real e mitológica. O site Express.UK falou sobre o assunto; confira abaixo!

O Ragnar da vida real 

Vikings é inspirado nas Sagas Nórdicas, registros escritos que misturavam prosa e poesia na condução das histórias das viagens e batalhas dos guerreiros nórdicos.

Ragnar Lothbrok é uma figura proeminente nas Sagas escritas no século XIII, que contavam tanto suas aventuras como descobridor e aventureiro quanto como governante e guerreiro.

De acordo com esses registros históricos, Ragnar era um temido guerreiro e líder nórdico, conhecido principalmente por liderar o Cerco de Paris em 845.

Os Vikings não tinham costume de deixar registros escritos de suas viagens, e a maioria dos relatos da época sobre os guerreiros vinham de outras culturas que coexistiram na mesma época. Dessa forma, é difícil concluir (com certeza absoluta) se Ragnar realmente existiu ou não.

Mudanças importantes 

Michael Hirst, o criador de Vikings, chegou à conclusão que Ragnar existiu de verdade após a extensiva pesquisa que fez para a produção da série.

O nome de Ragnar é encontrado em várias sagas e relatos antigos, porém grande parte dos registros não é exatamente confiável. A maioria mistura fatos e mitologia, e uma delas traz até uma história do guerreiro derrotando um dragão.

O consenso principal é que Ragnar Lothbrok na verdade é um amálgama, uma mistura de diversos personagens históricos cujas batalhas e viagens aconteceram mais ou menos na mesma época. Tudo isso com um toque de ficção, para adicionar drama à lenda.

Vikings retorna ainda em 2020.