Elsa é a maior estrela de Frozen. Ela estampa vários produtos licenciados da Disney, sempre foi o grande destaque dos cartazes e as crianças gostam mais dela do que de qualquer outro personagem.

No entanto, pode-se dizer que outra personagem é a grande heroína de Frozen. E essa figura é ninguém menos que Anna, a irmã de Elsa.

Não acredita? Aqui vamos provar por que Anna é a verdadeira grande heroína dos filmes de Frozen.


Anna sabe que não se pode fazer tudo por conta própria

Você já reparou que sempre que algo acontece com Elsa ou ela sente que precisa fazer algo, ela insiste em fazer isso sozinha? Tudo bem, ela é a rainha de Arendelle e tem a capacidade de produzir gelo, mas se aprendemos alguma coisa com os dois filmes de Frozen ou com qualquer outro filme, é que você não pode fazer as coisas por conta própria.

Felizmente, temos Anna para ajudar a ensinar às crianças pequenas que você pode confiar nos outros para ajudá-lo em um momento difícil e que não deve se sobrecarregar com o peso de fazer tudo sozinho. Vemos isso várias vezes nos dois filmes.

Vimos isso pela primeira vez em Frozen quando Anna foi atrás de Elsa para ajudá-la a consertar a bagunça que a irmã mais velha fazia. Elas tiveram sucesso, mas parece que Elsa não aprendeu nada com isso.

Quando Elsa está se preparando para partir para Ahtohallan em Frozen 2, Anna a interrompe e avisa à rainha que ela acredita nela, mas que elas precisam fazer isso juntas, dizendo: “Não faça isso sozinha. Deixe-me ajudá-la, por favor.”

Ela disse a Elsa que elas poderiam encontrar o quinto espírito e salvar o povo de Arendelle e Northuldra se trabalhassem juntas. Mas o que Elsa faz?

Ela manda Anna e Olaf embora enquanto repete seus mesmos erros. Elsa finalmente aparece, mas somente depois que ela descobre que pode contar com Anna para ajudar, algo que Anna estava pregando o tempo todo.

Anna sempre age quando uma aventura aparece

Outra grande qualidade de uma heroína é a disposição de agir quando há um chamado à aventura, e Anna faz isso várias vezes nos dois filmes. Depois que Elsa enlouquece e transforma o verão em inverno e geralmente faz uma bagunça, Anna é rápida em confrontar sua irmã, mesmo que ela não esteja adequadamente equipada para fazê-lo.

Ela é um tipo de pessoa cheia de vontade e não tem medo de se colocar em perigo (mais sobre isso daqui a pouco), se isso significa que ela pode ajudar na situação.

E o mesmo pode ser dito sobre Anna em Frozen 2 depois que Elsa ouve a voz misteriosa chamando-a para a natureza. Anna, que poderia muito bem ficar para trás e deixar a irmã cuidar das coisas, deu um pulo e estava ao seu lado, mesmo que não soubesse o que fazer ou como fazê-lo.

Você poderia dizer que Anna pode ser um pouco ansiosa para pular ao primeiro sinal de aventura (seu rápido compromisso com o Príncipe Hans vem à mente), mas ela tem todas as qualidades de uma pessoa disposta a se aventurar, não importa o que ela estará perdendo no processo.

Ela sempre fala sobre seus sentimentos

Elsa muitas vezes sente que é melhor simplesmente esconder seus sentimentos sob uma camada de gelo, fugir e depois tentar consertar as coisas quando é tarde demais.

Felizmente, Anna é a primeira a compartilhar seus sentimentos com quase todo mundo. Sim, mesmo com o Príncipe Hans.

Depois que Elsa quase matou Anna nos minutos iniciais de Frozen, a irmã mais nova continuou procurando sua irmã mais velha e pediu que ela brincasse com ela. Você podia ouvir a dor, mágoa e tristeza em sua voz enquanto ela implorava a Elsa que se abrisse.

E isso continuou durante o resto do filme e em Frozen 2, onde Anna deixou quase todo mundo saber como ela estava se sentindo a cada momento.

Anna estava disposta a sacrificar-se para salvar Elsa

A maior coisa que Anna tem sobre Elsa, ou realmente qualquer outro personagem nos dois filmes, é o fato de que ela se sacrificou para salvar Elsa das garras do Príncipe Hans nos momentos finais de Frozen. Ao se colocar em perigo e pisar entre Elsa e a espada de Hans, Anna mostrou a Elsa o significado do amor verdadeiro e a ensinou a controlar sua magia.

É bom ver uma personagem mostrando às crianças que às vezes você precisa se posicionar para proteger aqueles que ama, não importa o que você tem a perder fazendo isso.

Ela nunca desistiu de sua irmã

Mas o ato de heroísmo mais importante que Anna mostrou ao longo dos dois filmes foi sua falta de vontade de desistir de sua irmã, mesmo depois que Elsa quase a matou duas vezes, a empurrou para o lado e conteve seus sentimentos. Uma personagem menos nobre teria desistido, mas não Anna.

A eterna otimista nunca deixou de acreditar em sua irmã mais velha, não importa o que acontecesse.

Isso que é tão importante em Anna e tudo o que ela representa. Claro, você pode falar sobre seus sentimentos, embarcar em todas as aventuras, fazer sacrifícios e quase tudo o que ela fez, mas é inútil se você perder a fé em alguém.

Por tudo isso, Anna nunca desistiu e continuou lutando pelo que acreditava, mesmo que Elsa não fosse a melhor em retribuir.

Esses são apenas alguns exemplos de por que Anna é a verdadeira heroína dos filmes Frozen. Claro, Anna pode ser difícil às vezes, mas com seu coração e sua mente e no lugar certo, e ela lutará para defender aqueles que ela mantém perto de seu coração.

Vamos apenas torcer para que ela continue heroica agora que é a nova rainha de Arendelle.

No Brasil, Frozen e Frozen 2 estão disponíveis no Amazon Prime Video.