Uma das cenas mais memoráveis de Coringa, com Joaquin Phoenix, foi inspirada em um evento da vida real.

A inspiração foi mostrada em Condenados pela Mídia. Trata-se de uma nova série documental da Netflix, produzida por George Clooney.

O Observatório do Cinema apurou como a série abordou a história da vida real que serviu de inspiração para uma impactante cena de Coringa.


A história de Bernhard Goetz

O segundo episódio de Condenados pela Mídia mostra o caso de Bernhard Goetz. Ele ficou conhecido como “o vigilante do metrô”.

Em 1981, Goetz, um técnico de eletrônica de 37 anos, foi espancado por três homens em um metrô de Nova York.

Todos os três acabaram se livrando da prisão. Mas algo sinistro voltou a acontecer alguns anos depois.

Em 22 de dezembro de 1984, mais uma vez num metrô de Nova York, Goetz foi confrontado por quatro jovens afro-americanos do Bronx que queriam assaltá-lo por cinco dólares.

Traumatizado, Goetz puxou uma pistola que guardava ilegalmente e atirou nos quatro garotos, deixando todos gravemente feridos. Ele teria dito antes de disparar: “Eu tenho cinco dólares para cada um de vocês.”

O homem escapou do metrô sem ser visto e ficou desaparecido por dias, mas se entregou à polícia.

A mídia rapidamente o chamou de “o vigilante do metrô”. Cansados da onda de crimes, muitos moradores de Nova York apoiaram as ações do homem.

Goetz foi absolvido da acusação de tentativa de assassinato e cumpriu menos de um ano de prisão por posse ilegal de arma de fogo.

12 anos após o incidente, a mãe de uma das vítimas ganhou uma ação civil de US$ 43 milhões contra Goetz. Seu filhou ficou paraplégico e com lesões cerebrais por causa do tiroteio.

Logo após o julgamento, o “cientista quieto e frágil”, como uma reportagem o descreveu, entrou com um pedido de falência, porque não tinha condições de pagar esse valor.

Como Coringa mudou a história de Bernhard Goetz

Diretor de Coringa, Todd Phillips, um orgulhoso morador de Nova York, se inspirou nessa história para uma cena do filme. E foi bem chocante.

Em Coringa, Arthur Fleck (Phoenix) se torna cada vez mais cansado dos moradores da cidade decadente em que vive, Gotham.

No momento em que ele é confrontado por três homens desagradáveis ​​de terno no metrô, ele está perto do ponto de ruptura. Depois que os homens começam a atacá-lo fisicamente, Fleck puxa uma arma e mata os três, antes de desaparecer da estação de metrô – com sua jornada para se tornar o Coringa estando bem encaminhada.

A cena se assemelha aos eventos da noite de 22 de dezembro de 1984, mas Coringa mudou alguns pontos essenciais.

Em primeiro lugar, as pessoas que atacam Fleck são homens brancos, e não jovens negros. Além disso, há o fato de que as vítimas de Goetz ficaram gravemente feridas, mas não morreram.

Em Coringa, o tiroteio no metrô acaba gerando uma onda de protestos contra os ricos em Gotham e causa um grande desenvolvimento de personagem para Fleck, que se transforma no Coringa após esse e outros eventos.

No evento da vida real, não foi bem assim. Enquanto muitas pessoas apoiavam Goetz, ele nunca iniciou movimentos radicais e também não “virou um Coringa”: ele continua vivendo como um ex-presidiário em Manhattan, no mesmo apartamento em que morava nos anos 80.

Condenados pela Mídia está disponível na Netflix.