Crítica | 150 Miligramas

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dirigido por Emmanuelle Berco (De Cabeça Erguida; Ela Vai) e baseado em fatos reais, 150 Miligramas acompanha a história da médica especialista em doenças pulmonares Irène Frachon que, ao suspeitar que algumas mortes de pacientes estão relacionadas à prescrição de um remédio específico, trava um combate contra a indústria farmacêutica francesa.

Tendo boas performances dos atores Sidse Babett Knudsen (Irène) e Benoît Magimel (Antoine) como protagonistas, os principais problemas de 150 Miligramas estão nas bruscas mudanças de tom de sua narrativa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em alguns momentos investigativo, em outros adquirindo a forma dos filmes de tribunal e com alívios cômicos que contrastam em demasia com o sombrio tema do filme, a gradação dramática do longa acaba se perdendo nesse jogo de gêneros que prejudica – e muito – o ritmo da história.

Se por um lado 150 Miligramas falha ao construir uma boa cadência dos acontecimentos, o trabalho feito na construção das personagens é o maior de seus méritos. O medo de destruir sua reputação, os dramas pessoais e os relacionamentos construídos entre os médicos que buscam trazer à tona a verdade por trás desse remédio cujos efeitos colaterais causaram a morte de inúmeros pacientes são explorados com competência e se tornam os pontos altos dessa trama.

Visualmente o filme também deixa a desejar. Por mais que a fotografia seja fria e condizente com o tema do longa, os movimentos de câmera e as próprias luzes deixam de delinear camadas dramáticas e criar a angústia necessária para algumas cenas.

Mesmo tratando de um tema tão interessante, o filme acaba não conseguindo criar a tensão necessária ao lidar com um fato tão sombrio onde a ganância acaba ocasionando a perda de tantos pacientes fazendo com que os efeitos colaterais de um medicamento bastante popular fosse ignorado.

Apresentando mais problemas do que acertos em sua narrativa, mesmo com bons personagens e um ótimo tema, 150 Miligramas é um filme que acaba sendo apenas regular.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio