Dirigido e estrelado por Guillaume Canet em uma versão ficcionalizada de si mesmo, Rock’n’Roll: Por Trás da Fama é uma comédia que trata da relação que as pessoas tem com sua imagem perante a mídia e perante a si mesmas, especialmente em uma profissão que muitas vezes – e infelizmente – acaba se baseando quase que exclusivamente na imagem.

Protagonizado por Guillaume Canet como um ator de meia-idade no meio das gravações de um filme com uma famosa atriz bem mais jovem que ele, o longa vai muito bem até seu último terço de duração, onde tudo acaba indo por ladeira abaixo – mas sem perder o bom humor.

Quando Canet ouve da atriz que protagoniza o filme ao seu lado que ele não é “rock”, o ator logo entra em uma crise que acaba fazendo com que todas as suas convicções entrem em crise, incluindo seus hábitos, sua relação com sua mulher (a atriz Marion Cotillard, vencedora do Oscar por Piaf – Um Hino ao Amor), sua relação com a imprensa francesa e até com seu trabalho. Canet passa a viver uma vida “rock’n’roll” – e também a sofrer as consequências de seus atos.


As atuações bastante convincentes dos atores nessas ficcionalizadas versões de si mesmos são alguns dos pontos altos do filme. Os exageros utilizados em longas cenas musicais e mesclando a fantasia e a realidade desse ator que parece não se sentir tão quisto quanto antes são responsáveis pelos bons momentos cômicos que carregam a narrativa.

Porém, o principal problema acaba sendo a parte final, quando o protagonista adere a um procedimento estético e, desse momento, em diante a trama degringola desesperadoramente e perde muito do seu ritmo e charme inicial.

Apesar dessas derrapadas e de estender essa história em uma duração que acaba sendo maior do que a necessária, o principal mérito de Guillaume Canet em Rock’n’Roll: Por Trás da Fama é não ter medo de brincar com sua própria imagem e com crises pessoais e profissionais que acontecem dentro da indústria do entretenimento mas acabam se tornando mais motivo de fofoca do que algo tratado abertamente pelos protagonistas dessas situações.

Mesmo com alguns problemas que prejudicam razoavelmente o resultado final do filme, Rock’n’Roll: Por Trás da Fama ainda garante ótimas gargalhadas e vale a pena ser visto pelas ótimas performances de Guillaume Canet e Marion Cotillard.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here