Historietas Assombradas surgiu como uma série animada no canal fechado Cartoon Network, alcançando logo a fama e o sucesso entre o público infantil. Com o ótimo título da série original, Historietas Assombradas para Crianças Malcriadas, a obra já chamava atenção para a criatividade, transportando um universo de figuras horripilantes para as aventuras infantis. Os realizadores de Historietas Assombradas compreenderam o bom momento da animação nacional, que contém outros ótimos títulos em evidência, como Irmão do Jorel.

Aqui, numa narrativa mais longa, Historietas Assombradas repete sua fórmula de sucesso, colocando Pepe numa aventura ainda maior com seus companheiros, algo que funciona para quem nunca teve contato com a série, mas é melhor ainda para quem conhece aqueles personagens e seu mundo. A premissa de Historietas Assombradas – O Filme remonta o passado de Pepe, mostra a relação do protagonista com seus pais verdadeiros, que foram obrigados a abandonar o garoto, fazendo com que ele passasse a ser criado pela Vó, algo que evitou que Pepe fosse utilizado num macabro ritual.

Anos depois, o único ser que restou da investida contra Pepe e seus pais volta a buscar o garoto, mas acaba pegando por engano a Vó e dividindo Guto e Gastón (garotos diferentes que partilham o mesmo corpo), raptando o primeiro. Pepe com ajuda de sua amiga Marilu e Gaston partem atrás dos capturados e ainda fazem com que o protagonista alimente a esperança de encontrar seus verdadeiros pais. Eles partem nessa busca, como uma típica aventura infantil passando por uma série de dificuldades até chegarem ao covil de seu inimigo.


Se Historietas Assombradas parte desse universo não tão original, estando longe de ser a primeira vez a colocar o mundo do terror numa narrativa infantil, a sensação que fica é que o diretor Victor-Hugo Borges se diverte ao criar o universo mais variado possível. De florestas mal assombradas a lanchonetes de estrada tipicamente americanas, passando por ambientes escolares, cavernas trevosas e o rio das almas. A cada desafio passado, há um novo espaço a ser explorado, como uma espécie de jogo bem definido, bem desenhado, que fica claro pelo visual de cada um desses momentos, algo bastante característico.

Historietas Mal Assombradas é um filme, assim como a série, que chama atenção pelo seu design, um visual extremamente peculiar, tentando trazer um ar bizarro, que remonta toda uma tradição do cinema de terror trash, aquele bem B, cheio de monstros e um estilo extremamente criativo. Esse longa faz questão de deixar esse visual totalmente aparente, evidenciando esse mundo do horror que recria. Se assistir isso na televisão já cria um ruído entre as principais animações consumidas e o que Historietas Assombradas entrega, aqui essa força fica ainda mais evidente, talvez não haverá nenhuma animação mais peculiar, em termos visuais, exibidas em cinema neste ano, e ela é brasileira, algo para deixar qualquer Zé do Caixão extremamente feliz.

O traço de Historietas Assombradas diverge de tudo o que faz sucesso no cinema comercial dentro da animação. Extremamente cartunesco, o longa tem um traço marcante, totalmente estranho, jogando com certa sujeira proposital, como se todo aquele universo fosse sujo, evitando qualquer tipo de assepsia que uma obra que julga ser infantil adota. Só por isso Historietas Assombradas já merece atenção, abraçando esse universo totalmente diferente para construir as situações e os personagens mais diferentes, logo os mais interessantes. O longa realiza um universo surpreendente, aberto ao bizarro nos melhores sentidos, algo que fica ainda mais interessante na tela grande.

Historietas Assombradas surge, então, com bastante frescor às telas, fazendo um longa que traz suas peculiaridades da televisão para o cinema, num ano que as animações estão um tanto quanto decepcionantes. O longa em termos narrativos reproduz a jornada do herói e do autoconhecimento de Pepe, o que fortalece o vínculo entre espectador e o personagem, além de manter, pelo menos nesse aspectos, Historietas Assombradas num lugar seguro. O mais interessante é que com todo trabalho visual e atenção narrativa, Historietas Assombradas ainda assume o lugar de transmitir sua mensagem, fazendo com que aquela trama extremamente bizarra de Pepe torne-se uma reflexão sobre o que é família.

Historietas Assombradas não é um filme só de peculiaridades e se às vezes narrativamente possa estar preso a um lugar seguro, o filme demonstra bastante inventividade. Parece que o longa cumpre com as necessidades básicas de uma animação, mas traz um interessante frescor ao cenário neste ano de 2017.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here