Crítica | Sexy Por Acidente

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sexy Por Acidente chega aos cinemas com uma propaganda de ser o novo filme de Amy Schumer. Infelizmente para os fãs da humorista, ele não é. Apesar de ser possível dar algumas risadas, a comédia é fraca e não ganha destaque nem nos trabalhos da atriz ou de seus diretores.

Abby Kohn e Marc Silverstein são responsáveis por comédia românticas consideradas “clássicos” por alguma parte do público, como Nunca Fui Beijada, e também por Sexy Por Acidente. O longa tem uma premissa interessante e poderia funcionar ainda mais se tivesse sido feito, talvez, uma ou duas décadas atrás. Ainda assim, a mensagem que o filme passa é positiva e pode ser considerado um bom influente em mentes mais jovens.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Amy Schumer interpreta Renee, uma moça que se vê fora do padrão de beleza midiático e que, ao bater a cabeça depois de exigir aos céus que se tornasse linda, e seu desejo, nos moldes de Quero Ser Grande, é atendido. Apesar disso, nada muda na vida de Renee além de sua auto-confiança, e é nisso que temos o único ponto válido do filme.

Schumer é uma ótima humorista e se destaca também como atriz, mas em um texto que não é seu, e sim de Kohn e Silverstein, perde-se muito da estrela. Longe de ser o melhor roteiro da dupla de diretores, mesmo Michelle Williams fica apagada graças à uma trama mal elaborada. Ainda assim, a direção de atores não é ruim, e é visível que aquilo que foi pedido para o elenco foi atendido.

Com quase nenhum momento memorável, o filme deve passar despercebido. Há não ser, talvez, por algum público adolescente específico. A mensagem de auto-confiança que vai contra os padrões de beleza é ainda um tema necessário de se abordar e Schumer se faz presente mais uma vez tocando o tema, mas nada mais faz o filme valer a pena, já que sua direção fotográfica é comum, sua trilha sonora passa despercebida e isso se estende para o resto do filme em seu todo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio