Mais do que você gosta.

Publicidade

Ho Ho Ho

Crítica – Tudo Menos Natal

Rom-com natalina espanhola da Netflix apenas repete fórmula hollywoodiana, mas dispõe de elenco carismático

Publicado por Aléxis Perri

25/12/2021 10:59

Virou de praxe reconhecer que sempre tem aquele parente que não curte muito a noite de Natal, sejam pelos motivos que for. Interessante é que todos os membros da família, ou mesmo grupo de amigos já sabe de antemão e adoram tirar um barato ou brincar com essa situação todo ano durante a ceia de Natal.

Talvez, você leitor(a), que não é lá grande fã do dia de São Nicolau e tudo que envolve a data, possa achar que a nova comédia romântica Tudo Menos Natal da Netflix possa ser algo que consiga se comunicar contigo.

Continua depois da publicidade

Bom… doce engano.

A produção espanhola, apesar de muito carismática, é superficial ao abordar o assunto que diz respeito aos ‘haters’ do dia 25 de dezembro. No lugar, temos a boa e velha fórmula hollywoodiana para comédias românticas, que aqui pega um voo até a Espanha para contar a história de Raúl (Tamar Novas), um jovem de trinta e poucos anos que sofreu todos os infortúnios da vida na época do Natal. Esta é a razão pela qual ele realmente odeia canções de natal, os três reis magos e tudo que remotamente lembra o espírito natalino. Todos os anos passa o Natal numa praia longínqua, só que este ano seu patrão organizou planos diferentes para ele: Raúl deve ir a uma viagem de negócios para auditar uma fábrica de torrones em Valverde, o doce natalício mais típico de uma cidade que vive e ama o Natal. E se isso não bastasse para Raúl, ele terá que dividir o alojamento com a professora local Paula (Andrea Ros), cujo sonho é bater o recorde mundial do maior presépio real ao vivo já criado. Será que esse madrilenho Grinch será capaz de superar seu pior pesadelo?

Salvos pelo elenco

Para aqueles que são apreciadores das comédias românticas (em qualquer língua), não se preocupem, pois já está garantido que o algoritmo da Netflix vai salvar você neste Natal. Certamente, Tudo Menos Natal irá aparecer como uma sugestão segura para que curta aquele ‘mais do mesmo’, só que espanhol. Já na sinopse dá para perceber onde estamos, para onde vamos e o que almejam que sintamos em nossos corações no rolar dos créditos finais.

É uma pena, pois existia no roteiro algo interessante a ser trabalhado, que sabemos já foi discutido antes, porém, bem mais incomum de se ver: o desgosto pelo dia de Natal, algo muito particular, que vale algumas boas discussões e compartilhamento de ideias e opiniões.

Para o nosso protagonista Raúl, interpretado por Tamar Novas, que é um cara mais racional e calculista, tudo existe uma explicação. Tudo mesmo! Assim como também sua repulsa à data, que dispõe de algumas tantas razões. No entanto, todas plásticas demais para estabelecer qualquer tipo de conexão humana genuína. E olha que tem umas tragédias ali no meio, viu!

Ainda bem que tem o elenco para salvar o dia! Todos muito carismáticos, cada um à sua maneira.

Sendo que o maior destaque fica com a solar e contestadora Paula, papel de Andrea Ros, que facilmente vai quebrando o gelo que encobre o coração de Raúl, personagem de base caricatural que entrega uma boa performance cômica, onde está sempre dando uns gritinhos estridentes quando é assustado ou rola ribanceira abaixo, por exemplo.

Com Tudo Menos Natal da Netflix (finalmente) finalizamos a maratona natalina proposta pela plataforma de streaming que já vinha disponibilizando conteúdos relacionados ao Natal desde o mês passado (novembro). Dentre tantas e mais tantas produções natalinas, podemos destacar a fantástica história de Um Menino Chamado Natal, além da agradável rom-com Um Crush para o Natal, que realmente vai te fazer rir pelo elenco coadjuvante talentoso.

De resto? Melhor assistir aos bons e velhos clássicos natalinos de sua preferência mesmo!

Publicidade