Leonardo DiCaprio compara aquecimento global com escravidão em discurso na ONU

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo Leonardo DiCaprio, o aquecimento global é a questão definidora dos nossos tempos assim como a escravidão foi a dos tempos de Abraham Lincoln, a quem o ator citou em discurso na ONU.

O discurso de DiCaprio abriu a cerimônia de assinatura de um tratado em que 175 países se comprometeram a diminuir significativamente as emissões de gases do efeito estufa e o uso de combustíveis fósseis (como o petróleo).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Lincoln falou ao Congresso sobre a questão definidora do seu tempo: a escravidão. Mas suas palavras podem ser aplicadas hoje ao que enfrentamos com as mudanças climáticas no mundo inteiro”, disse o ator.

DiCaprio decreveu sua jornada ao redor do mundo para aprender mais sobre as consequências do aquecimento global como “assustadora”, e insistiu que os combustíveis fósseis precisam se tornar uma coisa do passado.

“Depois de 21 anos fazendo debates e conferências sobre isso, é hora de declarar: chega de conversa, de desculpas, de estudos científicos para comprovar o que já sabemos”, concluiu. “Não podemos deixar que as empresas petroleiras ditem as nossas políticas e usos da ciência no futuro”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio