O ator Jeremy Jordan, que estrela como Winn Schott em Supergirl, pediu ajuda aos fãs para resolver um problema sério de família: sua primeira de 17 anos, lésbica, foi internada contra a vontade em uma clínica que promove tratamentos do tipo “cura gay”.

Supergirl terá irmã de Lex Luthor e mais quatro novos personagens; saiba mais

Segundo conta o ator em várias postagens, Sarah quis ir com a sua namorada para o baile de formatura do ensino médio. Quando os pais descobriram, a internaram a força em uma instalação chamada East Texan Christian, um acampamento para adolescentes “rezarem até deixarem de ser gays”, conforme descreveu o ator.


Em uma postagem hoje (10), o ator escreveu: “É com muita felicidade que eu anuncio que Sarah foi libertada da clínica esta tarde. Sua ajuda e apoio tem sido instrumental nesse processo! Ainda não sabemos quais são os próximos passos, mas nós tivemos uma vitória enorme hoje. Obrigado a todos pelo amor e aceitação”.

Jordan, que também participou da série Smash, ainda pede ajuda financeira aos fãs para pagar os advogados em uma ação para libertar Sarah da custódia dos pais. Segundo ele, as taxas já ultrapassam US$20 mil e podem ficar mais caras caso o processo se estenda.