Elke Maravilha morreu aos 71 anos na madrugada desta segunda para terça-feira (16), em decorrência de complicações de uma úlcera. A atriz estava internada desde o dia 20 de junho em um hospital do Rio de Janeiro, onde chegou a ficar em coma induzido.

A notícia foi confirmada na página oficial da artista no Facebook: “Avisamos que nossa Elke ja não está por aqui conosco. Como ela mesma dizia: foi brincar de outra coisa. Que todos os deuses, que ela tanto amava, estejam com ela nessa viagem. Eros anikate mahan (O amor é invencível nas batalhas). Crianças, conviver é o grande barato da vida. Aproveitem e convivam”, diz o comunicado postado na rede social.

Nascida na Rússia como Elke Grunnupp, ela veio ao Brasil com os pais aos 24 anos e foi morar em Minas Gerais. Começou a carreira artística como modelo e depois trabalhou ao lado do Chacrinha como jurada durante 14 anos.


Elke Maravilha também participou de novelas, séries, peças de teatro e fez pelo menos 30 filmes, entre eles, Pixote: A Lei do Mais Fraco, Elke Maravilha Contra o Homem Atômico e Zuzu Angel.

O último trabalho de Elke no cinema foi o recente Carrossel 2: O Sumiço de Maria Joaquina.