Winona Ryder fala de condenação por roubo: “Não foi o crime do século”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2001, Winona Ryder foi condenada há três anos de liberdade vigiada, mais muitas horas de serviço comunitário e uma multa de quase 10 mil dólares. Tudo porque a atriz foi pega roubando roupas de alta-costura de uma loja em Los Angeles.

Winona Ryder não quer mais fazer filmes: “Ninguém me quer como super-heroína”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em nova entrevista para a revista Porter, Winona falou do caso, agora 15 anos no seu passado. “Psicologicamente, eu provavelmente estava em um estado que queria que as pessoas me prendessem e cuidassem de mim”, contou. “Eu não vou falar muito sobre o que aconteceu, mas não foi o que as pessoas pensaram. Não foi o crime do século! O que me deu foi tempo para me encontrar, voltar para San Francisco e parar de atuar, achar outros interesses”.

Stranger Things | Vídeo imagina série da Netflix como sitcom dos anos 80

“As pessoas continuavam me falando: ‘ah, você precisa trabalhar, senão as pessoas vão esquecer de você’, mas eu parei de ouvir essas vozes e dar razão para elas”, continuou. “Quando voltei, os diretores não sabiam o que fazer comigo. Achavam que eu ainda era a menina de Atração Mortal e dos anos 90, e eu não era mais aquilo. Ninguém nunca comprou a idade que eu rinha [risos]”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio