Mel Gibson deixa de ser persona non grata em Hollywood, 10 anos depois

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mel Gibson, ator ícone dos filmes de ação nos anos 1990, se tornou uma das pessoas a serem evitadas em Hollywood após, em 2006, fazer comentários antissemitas e ser internado em uma clínica de reabilitação. Mas parece que a sua pena de reclusão já foi encerrada, de acordo com o produtor David Permut.

“Muita gente questionou a minha decisão de produzir o filme [Até o Último Homem], pessoas que achavam que eu estava louco de trabalhar com Mel Gibson”, afirmou Permut. “Trabalhar com ele foi uma experiência incrível, conheci uma pessoa que não sabia que existia e recomendo o mesmo a todos.”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O produtor disse que recentemente conversou com pessoas que se sentiam inibidas em trabalhar com Gibson para que não houvesse uma retaliação por parte de empresários da indústria cinematográfica norte-americana.

Mel Gibson será pai pela nona vez aos 60 anos de idade
Batman vs Superman | Mel Gibson: “Não acredito que gastaram tanto nessa m****”

Dirigido por Mel Gibson, Até o Último Homem, drama ambientado na 2ª Guerra Mundial sobre um médico que se recusa a matar pessoas no confronto, estreia dia 12 de janeiro de 2017.

Hacksaw Ridge | Filme de Mel Gibson é ovacionado no Festival de Veneza

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio