Mel Gibson sobre polêmica com declarações anti-semitas: “Fui injustiçado”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mel Gibson conversou com a Variety sobre as polêmicas em seu passado – em 2006, o diretor e ator foi preso por dirigir embriagado e, enquanto em custódia, soltou declarações percebidas como anti-semitas e homofóbicas.

“Dez anos se passaram. Eu me sinto bem, eu estou sóbrio. Para mim, isso é uma época sombria que está no passado. Muita gente quer falar disso comigo, e eu acho isso irritante, porque qual vai ser o ponto de falar disso agora, 10 anos depois?”, comentou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Até o Último Homem, de Gibson, lidera indicações ao Oscar australiano

“Se eu fosse o que eles dizem que eu sou, uma espécie de hater ou preconceituoso, haveria alguma evidência disso em algum lugar, na forma de ações. Nunca houve nada. Eu nunca discriminei contra ninguém”, disse ainda.

“Isso foi um episódio terrível na minha vida, e meu trabalho ser julgado por causa disso é muito injusto. Sinto que fui injustiçado”, completou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio