Em entrevista à revista Vanity Fair para falar sobre Crisis in Six Scenes, seu mais novo trabalho na televisão, Miley Cyrus comentou sobre a sua decisão em trabalhar com Woody Allen e se as alegações sobre o diretor – de ter abusado sexualmente da sua filha Dylan Farrow – afetaram a sua escolha.

“Eu vivo uma vida semelhante a do Woody – Eu vivo uma vida pública”, disse Cyrus. “Até eu conhecer alguém e a sua história, nunca vou julgar ninguém. Foi como eu fui até ele.”

A atriz e cantora ainda completou: “Do jeito que eu o vi com sua família, reparei que ele é apenas uma pessoa incrível e realmente um grande pai. As pessoas podem me bater por dizer isso. Tenho certeza de que foi um momento difícil para eles. Minha família passou por coisas difíceis também, mas todo sofrimento é diferente”.


Woody Allen escalou Miley Cyrus por conta de Hannah Montana

A primeira temporada de Crisis in Six Scenes, com 6 episódios, foi lançada em setembro pela Amazon.

Woody Allen e Miley Cyrus atuam juntos em novo trailer da série

Miley Cyrus aparece de peruca em fotos da série de Woody Allen

Miley Cyrus lidera o elenco da série do diretor, que deve acompanhar uma família de classe média nos anos 60 nos EUA, e a forma como a vida de cada um deles muda quando uma convidada inesperada aparece na casa. Allen, Elaine May e Rachel Brosnahan (House of Cards) co-estrelam Crisis in Six Scenes.

Woody Allen recebeu US$ 15 milhões da Amazon para rodar sua primeira série de TV.