Amber Heard, ex de Johnny Depp: “Eu rejeito o rótulo de vítima”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Amber Heard, ex de Johnny Depp, está nos passos finais de sua separação após um episódio de violência doméstica.

Nessa segunda (12), foi divulgado que ela escreveu um artigo na edição de dezembro da revista Porter. Seu intuito é fazer com que “todas as mulheres que já sofreram violência doméstica saberem que não estão sozinhas”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No artigo, ela expressa seu ressentimento pelo rótulo de vítima, uma vez que segundo ela as mulheres devem, sim, ser habilitadas a falar sempre, sem sofrer nenhum tipo de opressão em silêncio.

Leia abaixo um trecho do artigo de Amber Heard:

Johnny Depp encarna Jack Sparrow em visita à crianças em hospital e recebe críticas

“Você não está sozinha. Você pode ter sofrido sozinha atrás de portas fechadas, mas você não está sozinha. Você precisa saber que eu quero lembrá-la da sua força, uma força que foi multiplicada pelo número de mulheres que ficam em silêncio atrás de você – uma verdade que me permitiu derrubar as portas que uma vez encontrei”

Ela continua: “Vamos começar com a verdade – a verdade fria e dura. Quando uma mulher se aproxima para falar sobre a injustiça ou sobre seu sofrimento, em vez de ajuda, respeito e apoio ela encontrará hostilidade, ceticismo e vergonha. Será interrogada e sua verdade será ignorada.”

A estrela de Magic Mike também diz que é necessário “força real para avançar, pois não é fácil levantar a voz, defender a si mesma e à sua verdade sozinha”. Heard finaliza explicando o motivo pelo qual não gosta de ser rotulada como vítima:

“Eu fui criada para ser independente e auto-suficiente. Nunca me foi dado e nunca quis o fardo da dependência. É natural que eu me ressinta com o rótulo de ‘vítima’”, finaliza.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio