Tom Hiddleston ganhou seu primeiro Globo de Ouro na noite deste domingo (08) e tentou usar seu discurso de agradecimento para chamar a atenção sobre a guerra civil que atinge o sul do Sudão. Mas, apesar da sua nobre intenção, a estrela da série The Night Manager foi amplamente criticada nas redes sociais por parte do público que achou suas observações auto-indulgentes e banalizaram uma crise humanitária.

Durante seu discurso, Hiddleston lembrou uma recente viagem à nação mais jovem do mundo, onde trabalhou com o Fundo das Nações Unidas para a Infância. Enquanto estava lá, ele foi abordado por um grupo de médicos e enfermeiras do Médicos Sem Fronteiras, que disseram que iriam assistir ao The Night Manager durante os bombardeios do mês anterior.

Hiddleston se emocionou com “a ideia de que poderíamos proporcionar algum alívio e entretenimento para as pessoas… que estão consertando o mundo nos lugares onde ele está quebrado”, disse ele. Ele passou a dedicar sua vitória “para aqueles que estão lá fora, que estão fazendo o seu melhor.”



“Foi uma longa história que Tom Hiddleston disse para elogiar a si mesmo”, escreveu o escritor de TV Gary Janetti.


“O somatório facial perfeito do que Tom Hiddleston acabou de fazer.”


“Obrigado a Tom Hiddleston e todos os atores que se atrevem a atuar em projetos que são exibidos em algumas das partes mais perigosas do mundo.”


“O rosto de Christian Slater ao escutar o discurso de Tom Hiddleston sobre como o Sudão do Sul o ama, o discurso deve estar na moeda dos EUA.”


“A falta de interesse na história de Tom Hiddleston sobre como sua série é tudo”, exemplificou um usuário.