George Clooney lamenta a morte do primo e ator Miguel Ferrer

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após o anúncio da morte do ator Miguel Ferrer nesta quinta-feira (19), George Clooney manifestou a tristeza pela perda do primo em comunicado oficial (via The Wrap).

“Hoje a história marcará grandes mudanças em nosso mundo, e a maior perda de todas desse dia é a de Miguel Ferrer para sua batalha contra o câncer de garganta”, disse Clooney, fazendo referência à transição do novo presidente dos EUA, que também aconteceu nesta quinta.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Mas a família não perdeu”, continua o astro. “Miguel fez o mundo mais brilhante e mais engraçado e sua passagem é sentida tão profundamente em nossa família que os eventos do dia (eventos monumentais) empalideceram diante disso. Nós te amamos Miguel, e sempre vamos te amar”, finalizou.

George Clooney é parente de Ferrer através de sua tia, a cantora Rosemary Clooney, que se casou com o ator porto-riquenho José Ferrer. Miguel Ferrer seguiu os passos de seu pai, interpretando uma versão mais jovem do personagem dele, Magnum P.I., em um de seus primeiros papéis.

Miguel começou a carreira no início dos anos 80 com papéis coadjuvantes e depois foi ganhando destaque por interpretar vilões. Entre seus papéis mais famosos, estão o do criador do RoboCop, Bob Morton, no filme original de 1987, e o de Diretor Assistente Owen Granger em NCIS: Los Angeles, papel que encarnava desde 2012.

Ferrer também deu vida a Albert Rosenfield nas duas temporadas de Twin Peaks, e reprisou o papel no revival da série, que será lançado em maio deste ano.

Miguel Ferrer deixa a esposa, Lori, e os filhos Lukas e Rafi.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio