Shirley MacLaine: “Eu amo interpretar vadias”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Shirley MacLaine abriu o coração sobre carreira, estereótipos e vida pessoal em entrevista à Associated Press.

A atriz de 82 anos começou falando sobre a juventude e como eram as expectativas de ser uma mulher da sua geração:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Perguntei uma vez à minha mãe: ‘O que devemos ser?’. Ela disse: ‘Você deve ter um bom cabelo, roupas bonitas, e ficar bonita’. Ela realmente disse isso para mim”, relembra.

Ela também conta que sua mãe a matriculou em aulas de dança aos 3 anos para fortalecer seus tornozelos frágeis. Foi lá que MacLaine se apaixonou por “disciplina, música, trabalho em equipe, dor, equilíbrio e força”.

Sempre desafiando os padrões de Hollywood e um mercado obcecado por beleza e corpos esculturais, Shirley MacLaine reconhece:

“Eu não era alta, magra, loira, etérea, e tudo o que era essencial para os homens ficarem em cima”, disse a atriz, logo depois se lembrando que durante as filmagens de O Terceiro Tiro um executivo da Paramount, Don Hartman, pediu para ela perder peso por conta das refeições que fazia com o diretor Alfred Hitchcock.

“Hitch não estava interessado em mim [fisicamente], ele estava interessado em mim como colega de refeição. Então ele insistia que eu fizesse todas as refeições com ele. Eu acho que eu ganhei 9 quilos”, acrescentou.

MacLaine também não é de fazer escolhas fáceis na carreira:

“Eu amo interpretar vadias”, disse MacLaine com um sorriso tímido. “Eu amo a ideia de ser alguém tão impossível que chega a ser engraçado”, afirmou.

A vencedora do Oscar finaliza a entrevista dizendo que não gosta de refletir sobre a carreira de 62 anos, pois “ainda vou viver muito tempo”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio