Anne Hathaway admite preconceito em trabalhar com cineastas mulheres

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Não são poucas as vezes em que atrizes famosas têm se posicionado a respeito do machismo em Hollywood, expondo assédios, salários inferiores aos de colegas homens e, até mesmo, agressões.

É surpreendente, no entanto, a declaração da atriz Anne Hathaway, que afirmou ter tido muito receio em trabalhar com cineastas mulheres por puro preconceito de gênero.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo a atriz, a atmosfera de machismo habitual da indústria do entretenimento internalizou em seus pensamentos o ideal de que talvez mulheres não fossem competentes o bastante para aquele tipo de trabalho. Sua visão só mudou quando a mesma teve a oportunidade de trabalhar com a diretora Lone Scherfig no filme Um Dia, de 2011.

“Até hoje eu me assusto em não ter confiado nela do mesmo modo que confiava nos outros diretores pelo simples fato dela ser mulher”, disse a atriz ao ABC News. “É uma misoginia descarada e é muito difícil admitir isso. Por muito tempo, eu olhei os roteiros de diretores homens e via muito potencial e, então, recebia os de diretoras e só achava problemas”, explicou Hathaway.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio