Autópsia mostra que Carrie Fisher tinha cocaína, heroína e ecstasy em seu organismo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apesar dos médicos já terem indicado que as drogas encontradas no organismo de Carrie Fisher não tiveram influência em sua morte, nesta segunda-feira (19) foram reveladas quais substâncias estavam presentes no corpo da atriz quando morreu durante voo de avião em dezembro de 2016.

Segundo a AP, Carrie tinha cocaína, heroína e ecstasy em seu sistema sanguínio. A atriz eternizada pelo papel de Princesa Leia nos filmes Star Wars, morreu de apneia do sono. O resultado foi divulgado no domingo, pelo necrotério do Condado de Los Angeles

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Menos de 24 horas depois da morte de Carrie Fisher, sua mãe, a também atriz Debbie Reynolds morreu. A causa da morte de Debbie, ao contrário da filha, já havia sido revelada: ela sofreu um acidente vascular cerebral – leia mais.

Debbie e Carrie tiveram um funeral conjunto – as duas foram cremadas e suas cinzas enterradas no mesmo lugar.

Globo de Ouro 2017 | Confira homenagem dedicada à Carrie Fisher e Debbie Reynolds

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio