Elizabeth Banks passa por saia justa e pede desculpas após dizer que Steven Spielberg é machista

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz Elizabeth Banks passou por uma verdadeira saia justa após acusar o diretor Steven Spielberg de ser machista e que ele nunca deu espaço para as mulheres em seus filmes. Mas atriz teve que se desculpar publicamente depois de ser lembrada do trabalho de Spielberg no clássico A Cor Púrpura, de 1985, com Whoopi Goldberg, Margaret Avery e Oprah Winfrey.

Através de suas redes sociais, a atriz se desculpou com o diretor e disse que não foi justa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu mandei mal. Ao fazer meu comentário sobre o Spielberg eu não fui justa. Eu assumo a responsabilidade pelo que disse e peço desculpas. Eu jamais quis tirar a importância de A Cor Púrpura. Eu deixei as coisas piores e peço desculpas àqueles que trabalharam e produziram seus filmes”, disse Banks.

Ao ser premiada no grupo sem fins lucrativos Women in Film, a atriz deu a seguinte declaração:

“Eu assisti a todos os filmes dirigidos por Steven Spielberg, e, a propósito, ele nunca fez um filme com uma liderança feminina. Desculpe, Steven. Eu não quero chutar seu traseiro, mas é verdade”, criticou a Elizabeth, durante o evento no Beverly Hilton Hotel.

Elizabeth Banks, que ficará responsável por dirigir o primeiro filme do reboot da franquia Panteras, promete lutar sempre a favor do direito das mulheres. “Eu dirigi um filme. Estou muito feliz por estar aqui e receber um prêmio, mas é realmente sobre expandir os papéis das mulheres nesta indústria”, afirmou a atriz, que ganhou o prêmio pelo filme A Escolha Perfeita 2.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio