“Ser mulher em Hollywood é como lidar com racismo”, diz Emilia Clarke

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma das principais estrelas de Game of Thrones, Emilia Clarke se abriu recentemente para a revista Rolling Stone a respeito da recepção de mulheres dentro do mercado cinematográfico em Hollywood.

Dentro as declarações dadas, Clarke comparou a situação com o racismo que também ocorre bastante na indústria.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu me sinto tão ingênua por falar isso, mas é como lidar com racismo. Você sabe que acontece, sabe que está acontecendo, mas chega um dia em que você simplesmente para e pensa que isso está em todo lugar. É assustador. Um dia você acorda e pensa: ‘Ei, espera aí, po**a. Você realmente está me tratando de forma diferente só porque eu tenho um par de peitos?’ Me levou um tempo para acordar pra tudo isso. Mas isso não me impede de ser uma feminista. Afinal, adivinhem? Eu sei me vestir bem, mas eu também tenho um alto QI. Sim, as duas coisas podem acontecer ao mesmo tempo”, disse ela.

A sétima temporada de Game of Thrones começa a ser exibida no dia 16 de julho.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio