Na última quarta-feira (15), em evento realizado no MoMA, o ator Daniel Craig, que fez James Bond nos últimos filmes da franquia 007, e o diretor chileno Alejandro Jodorowsky, referência em festivais de cinema, protagonizaram uma cena inusitada.

Durante uma espécie de mesa redonda, o cineasta leu cartas de tarô para Craig, que foram projetadas num telão. “Ele puxou (uma carta que mostrava) alguém esperando por um anjo, e outra carta com estrelas”, disse à Page Six alguém que estava no público. “Foi meio confuso. Tudo tão estranho, surreal e vago”, disse a fonte.

Vindo de Jodorowsky, a surrealidade da situação não chega a ser uma surpresa. O cineasta se tornou conhecido em circuitos de cinéfilos e festivais nos anos 1970, quando dirigiu El Topo, faroeste surrealista que foi apoiado por John Lennon. No ano passado, lançou Poesia Sem Fim, que tem sido bastante elogiado pela crítica.


Já Daniel Craig ainda não confirmou se continuará como James Bond nos próximos longas da franquia – e, pelo visto, as cartas de Jodorowsky preferiram não tocar no assunto.