George Clooney quer interpretar personagens gays: “Não sou mais o galã, mas posso beijar os rapazes”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator e diretor George Clooney contou, em entrevista ao THR, que está se preparando para a próxima fase da carreira em frente às câmeras após ficar “velho demais” para o papel de galã.

“Ninguém mais quer me ver beijando a garota no final do filme. Não pela milésima vez. Eu posso beijar os rapazes. Essa é a próxima fase da minha carreira, estou começando a entender isso. Como o que Matt [Damon] fez em Behind the Candelabra”, disse, citando elogiada interpretação do amigo como namorado do pianista Liberace (Michael Douglas).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Christopher Plummer começou a beijar os rapazes aos 80”, brincou ainda, relembrando o papel do lendário ator em Toda Forma de Amor, que lhe rendeu um Oscar. “Eu tenho muito espaço para crescer ainda. Paul Newman e Gregory Peck, por exemplo, viraram atores de papeis mais complexos, e acho que isso é muito digno”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio