A cantora e atriz Björk confessou em uma postagem no Facebook que chegou a ser assediada por um diretor dinamarquês – o qual ela não revelou o nome.

Ela disse que resolveu falar agora sobre o caso, pois se sentiu encorajada graças às recentes acusações de assédio de diversas mulheres contra homens da indústria cinematográfica – cujo o caso mais famoso atualmente é o de Harvey Weinstein. Segundo Björk, “estava bem claro para mim ao entrar na carreira de atriz que eu seria humilhada ao papel de ser assedia sexualmente”.

“Eu fiquei avisada de que era uma coisa comum um diretor tocar e assediar sua atriz à vontade conforme a instituição do cinema permite” escreveu a atriz. “O diretor sabia o que estava fazendo, e eu tenho certeza que o filme que ele fez depois disso foi baseado na experiência que ele teve comigo. Porque eu fui a primeira que ele encontrou que não deixou ele ir além.”


Björk ainda acredita que o diretor acabou tendo uma relação melhor com suas atrizes depois que ela o confrontou.