Sean Young se juntou às mulheres de Hollywood que botaram a boca no trombone sobre o assédio sexual na indústria, acusando tanto o produtor Harvey Weinstein (citado por outras 40 mulheres ou mais) quanto o diretor e ator Warren Beatty.

“Eu fiz um filme com Harvey Weinstein chamado Crimes de Amor [1992], que acabou não sendo um bom filme”, disse Young à rádio KLBJ. “Eu passei pela experiência de vê-lo colocar o seu você-sabe-o-quê para fora das calças na minha frente. Minha resposta foi ficar muito calma e dizer: ‘Sabe, Harvey, eu acho que você não deveria ter me mostrado isso. Não é muito bonito’, e então ir embora”.

Weinstein foi acusado por mulheres como Rose McGowan, Mira Sorvino, Angelina Jolie, Asia Argento, Lupina Nyong’o, Gwyneth Paltrow e muitas outras de assédio sexual ou estupro.


No entanto, Young contou que outro astro de Hollywood também teve conduta inapropriada com ela – Warren Beatty, a lenda do cinema conhecida por seu papel em Bonnie & Clyde -, e que a estrela Barbra Streisand ajudou a acobertar o acontecido.

“Agora, eis aqui uma história estranha. Eu fiz um teste de elenco para O Espelho tem Duas Faces [1996], com Barbra Streisand, e ela me disse: ‘Eu achei nojento que você foi até a imprensa com suas acusações contra Warren'”, contou Young.