Em meio a onda de denúncias de assédio sexual contra o produtor Harvey Weinstein e, nos últimos dias, contra o ator Ben Affleck (veja aqui) e o diretor Oliver Stone (aqui), outro astro de Hollywood passou a ser criticado no Twitter por seu comportamento.

Trata-se de Jason Momoa, conhecido como o Khal Drogo de Game of Thrones e o Aquaman de Liga da Justiça (e do vindouro filme solo do herói). Em um vídeo da Comic-Con 2011, o ator faz uma piada no mínimo infeliz.

“Eu amei trabalhar em Game of Thrones porque pude estuprar lindas mulheres”, diz o ator, se referindo à cena de abuso entre seu personagem e Daenerys (Emilia Clarke).


https://twitter.com/peeanofreek/status/918331118906236929?ref_src=twsrc%5Etfw&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.thewrap.com%2Fjason-momoa-rape-joke%2F

Após a repercussão, Momoa usou o Instagram para publicar uma nota de desculpas pública: “Eu acordei na Austrália e recebi as reações indignadas e justificadas de muitas pessoas a uma piada de mau gosto que fiz no Hall H em anos atrás. Por isso, eu peço desculpas”, escreveu.

“Eu continuo completamente desapontado comigo mesmo por causa do caráter insensível dos comentários que fiz naquele dia. Eu sei que não é o bastante pedir desculpas sinceras, porque as palavras já foram ditas”, admitiu ainda.

“Estupro e assédio sexual pode atingir qualquer um e eu vi em primeira mão o que ele pode fazer com as pessoas, graças às experiências de amigos e familiares. Eu fiz um comentário de muito mau gosto. Isso é inaceitável e eu peço desculpas sinceras com um coração pesado pelas palavras que disse”, concluiu.

I APOLOGISE Aloha j

Uma publicação compartilhada por JasonMomoa (@prideofgypsies) em

Liga da Justiça chega aos cinemas em 16 de novembro.