Jennifer Lawrence é a mais recente estrela de Hollywood a se abrir sobre as experiências de assédio e abuso dentro da indústria do cinema.

Segundo a vencedora do Oscar por O Lado Bom da Vida, o começo de sua carreira foi uma experiência difícil, especialmente por conta de seu corpo, que não se ajusta aos padrões “100% massa magra” da indústria.

“Quando eu estava começando, um produtor me disse para perder pelo menos 6 quilos em duas semanas”, contou Lawrence em evento para a revista Elle. “Ao mesmo tempo, outra produtora, uma mulher, me fez ficar nua junto a outras cinco mulheres que eram muito mais magras do que eu”.


“Depois dessa experiência humilhante que se passou por um teste de elenco, a produtora me disse que eu deveria usar fotos de mim mesma nua como motivação para emagrecer. E então um outro produtor que estava presente disse que não me achava gorda – pelo contrário, que eu era ‘perfeitamente f*dível'”, disse ainda.

“Eu deixei que eles me tratassem daquela maneira porque achei que precisava, pela minha carreira. Ainda estou aprendendo que não preciso sorrir quando um homem faz com que eu me sinta desconfortável. Todo ser humano deveria ter o poder de ser tratado com respeito”, completou.