Kevin Spacey é criticado por famosos ao se assumir gay em meio a acusações de assédio de menor de idade

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator Kevin Spacey, vencedor de 2 Oscar e conhecido pelo papel de Frank Underwood em House of Cards, assumiu a homossexualidade em uma declaração oficial liberadas horas depois do ator Anthony Rapp (Star Trek: Discovery) acusá-lo de assédio sexual.

A declaração não caiu bem com colegas famosos, no entanto, que acusaram Spacey de tentar “mascarar” as acusações de tentativa de pedofilia com uma admissão oficial de sua sexualidade, há muito especulada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Não não não não não! Você não pode ‘escolher’ se esconder embaixo do nosso arco-íris!”, criticou a comediante Wanda Sykes.

Kevin Spacey acaba de inventar algo que nunca existiu antes: Um momento ruim para se assumir”, escreveu Billy Eichner.

“Querida mídia, mantenham o foco em Anthony Rapp, sejam a voz da vítima. Nos ajudem a melhorar o campo de batalha”, escreveu Rose McGowan.

“Eu só quero ser bem clara: ser gay não tem nada a ver com ir atrás de pessoas menores de idade”, escreveu Cameron Esposito.

“Não para essa declaração de Kevin Spacey. Não há quantidade de tempo no armário ou de álcool que justifique assediar um garoto de 14 anos”, escreve Dan Savage.

“Assédio sexual não é sobre sexualidade, é sobre poder. Repitam comigo!”, pediu Jordan Gavaris.

Rapp revelou as acusações em entrevista ao Buzzfeed, dizendo que Spacey o abordou durante um evento pós-show na Broadway. Então com apenas 14 anos, Rapp alega que Spacey deitou-se sobre ele na cama e tentou “seduzi-lo”.

“Meu estômago revira quando penso nisso. Uma parte do que aconteceu eu não consegui processar até hoje”, revela Rapp na entrevista.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio