A estrela Laura Dern, recém-saída de seu Emmy por Big Little Lies e se preparando para o lançamento de Star Wars: Os Últimos Jedi, onde interpreta a misteriosa Almirante Holdo, contou sua experiência com assédio sexual ao programa de Ellen DeGeneres.

Segundo Dern, ela não percebeu que o que sofrera durante a adolescência em Hollywood tinha sido assédio, porque era muito normalizado.

“Um dia eu acordei e realizei que eu vivia dizendo como eu tinha sido uma das sortudas, por ter sido criada por dois atores [Diane Ladd e Bruce Dern], que me contaram suas histórias e me avisaram com o que tomar cuidado em Hollywood. Eu realizei que era mentira, que eu estava apenas normalizando o acontecimento”, disse.


“Foi minha mãe quem ouviu minha história e disse: ‘Não, não, Laura. Isso que você me contou foi assédio sexual. Foi abuso sexual. Você tinha só 14 anos'”, relembrou ainda.

A declaração de Dern vem em meio a uma enxurrada de revelações sobre assédio sexual e abuso na indústria de Hollywood. Mais de 40 mulheres denunciaram o produtor Harvey Weinstein, além de seu irmão Bob Weinstein, do chefe da Amazon Roy Price, do diretor Lars von Trier, e dos atores Ben Affleck e Patrick Swayze, entre outros.