A modelo brasileira Juliana de Paula é a mais nova mulher a acusar o produtor de cinema Harvey Weinstein de assédio, após quase 50 mulheres de dentro e fora de Hollywood revelarem suas histórias.

De acordo com o relato da brasileira, Weinstein a convidou para uma festa em seu apartamento em Nova York, na qual ela foi forçada a beijar outras mulheres na frente dele.

Ela revela que, em determinado momento, o produtor a perseguiu pelo local pelado. Julianna conta na matéria que usou um caco de vidro para ameaçar o produtor e impedir que ele se aproximasse.


“Ele olhou para mim e começou a rir. Eu fiquei chocada, completamente incrédula”, afirmou De Paula. As modelos Samantha Panagrosso e Zoe Brock também acusam Weinstein de assédio em matéria do New York Post.