Uma segunda reportagem envolvendo o produtor Harvey Weinstein, dessa vez publicada pela revista The New Yorker, aprofunda as acusações contra o responsável por filmes como Shakespeare Apaixonado e Pulp Fiction.

Dessa vez, além de acusações de assédio sexual vindas de atrizes como Mira Sorvino (Poderosa Afrodite) e Rosanna Arquette (Pulp Fiction), a matéria contem histórias de três mulheres que se disseram estupradas por Weinstein.

 


“Eu sabia que ele tinha esmagado muitas pessoas e as destruído”, disse a atriz Asia Argento sobre o motivo por ter esperado 20 anos para denunciar o ocorrido. “É por causa desse poder que ele tinha que ninguém conseguiu falar sobre isso antes”.

Segundo Argento, que apareceu em filmes como Triplo X, Maria Antonieta e Terra dos Mortos, Weinstein a forçou a se expor e deixá-lo realizar sexo oral nela para conseguir um trabalho.