Christina Baker Kline se tornou a terceira mulher a acusar o ex-presidente dos EUA George H.W. Bush de assédio sexual.

Em um artigo par ao site Slate, Kline diz que Bush “apalpou seu traseiro” durante um evento oficial em 2014. Kline, que é escritora, foi convidada para evento da Barbara Bush Foundation, organização de caridade comandada pela ex-primeira dama.

Antes de aparecer no evento, teve um almoço com o ex-presidente e sua esposa na residência pessoal dos dois. Durante o momento de tirar a foto oficial para a imprensa, o presidente Bush teria perguntado a Kline: “Quer saber qual é meu livro preferido? David Cop-a-feel”.


A “piada” em referência ao mágico David Copperfield (“Cop-a-feel” pode ser traduzido como “dar uma apalpada”) foi acompanhada do gesto de assédio.

Segundo Kline, o motorista particular do casal, que levou ela e seu marido de volta para a residência pessoal dos dois, pediu “discrição” da parte da autora sobre o acontecido, indicando que era algo recorrente.

As atrizes Heather Lind e Jordana Grolnick já haviam feito acusações anteriormente contra o ex-presidente, que esteve no cargo entre 1989 e 1993. Seu filho, George W. Bush, também foi presidente (entre 2001 e 2009).