Tributo a Roman Polanski é interrompido por protesto feminista: “Não podemos honrar estupradores”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um tributo ao diretor Roman Polanski em Paris (França) foi interrompido pelo protesto do grupo feminista Femen, que levou mais de 100 integrantes para o local e invadiu o palco onde o diretor estava sendo honrado com uma retrospectiva de sua obra.

“Não podemos honrar estupradores”, declararam as ativistas diretamente ao diretor.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Confira momentos do protesto no vídeo abaixo:

A polêmica irrompeu após a velha acusação contra Polanski, o estupro de uma menor de idade em 1977, ser reforçada por quatro outras vítimas que vieram a tona nos meses recentes.

O diretor foi convidado para a retrospectiva em comemoração ao lançamento de seu novo filme, Baseado em Fatos Reais, com Eva Green e Emmanuelle Seigner.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio