Abaixo-assinado pede que Academia do Oscar barre Casey Affleck por acusações de assédio

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O cineasta Cameron Bossert começou um abaixo-assinado no site Change.org pedindo que a Academia do Oscar barre Casey Affleck de participar do Oscar 2018 por conta das alegações de assédio sexual que vieram a tona em 2010.

Por ter vencido o Oscar de Melhor Ator nesse ano pela performance em Manchester à Beira-Mar, Affleck tradicionalmente deveria apresentar o prêmio de Melhor Atriz no Oscar 2018.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Sob a luz das revelações de que Harvey Weinstein cometeu abuso e assédio sexual contra mulheres por décadas, a Academia do Oscar tirou os privilégios de membro do produtor – mas você sabia que outro assediador acusado deve participar da cerimônia de 2018? Assine minha petição para que a Academia barre Casey Affleck de apresentar o prêmio de Melhor Atriz em 2018”, pede Bossert na descrição da petição.

Até agora, quase 13.000 pessoas assinaram a proposta de Bossert – confira aqui.

Em 2010, quando lançava o filme Eu Ainda Estou Aqui, sua estreia na direção, Affleck foi acusado por dois membros da equipe de assédio. Segundo um deles, Affleck ordenou que ele expusesse suas partes íntimas no set; a outra acusadora, a diretora de fotografia Magdalena Gorka conta que acordou com Affleck em sua cama, usando apenas uma camiseta e cuecas, “acariciando” suas costas.

Affleck veementemente negou as acusações na época e acabou resolvendo o caso antes de ir a julgamento, em um acordo entre as partes.

A cerimônia do Oscar 2018 acontece em 4 de março, com apresentação de Jimmy Kimmel.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio