Atriz lança processo contra a Disney por “permitir” assédio sexual de Harvey Weinstein

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma atriz baseada em Toronto (Canadá), que preferiu não se identificar, lançou um processo de assédio sexual contra Harvey Weinstein e a Disney, que na época era dona da Miramax, estúdio tocado pelo produtor e seu irmão, Bob.

Segundo a atriz, Weinstein a assediou diversas vezes e chegou a fazer sexo oral nela sem sua permissão. Ela conta que conheceu o produtor no set de um filme da Miramax e, no dia seguinte, Weinstein a chamou para seu quarto de hotel para lhe dar uma massagem.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Ele a dominou fisicamente, a empurrou para a cama e tirou o pênis de dentro das calças. Após se expor na frente dela, ele disse à vítima que havia feito muitas atrizes famosas após elas dormirem com ele, e que podia fazer o mesmo por ela”, descreve o processo.

O processo cita a Miramax (hoje falida) e a Disney por “permitir” que esse comportamento continuasse mesmo sabendo de várias denúncias contra Weinstein. A informação é do Vulture.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio