Criador de Mad Men nega acusação de assédio feita por roteirista, mas revela que foi um “chefe exigente”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Enquanto promovia seu novo livro, Matthew Weiner, criador da série Mad Men, foi questionado sobre as recentes acusações de assédio feitas pela roteirista Kate Gordon, com quem ele trabalhou na série.

Segundo reportou a Variety, Weiner ressaltou que o tópico do abuso sexual é um tema importante, mas nega as acusações. Ele, porém, confirma que era um chefe exigente e que isso podia ter deixado algumas pessoas desconfortáveis.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu contratei uma dúzia de mulheres durante os anos, e uma dúzia de pessoas no geral. Eu sou um chefe exigente. Principalmente nos primeiros anos [da série], que foram muto difíceis para mim. Eu me estressei muito – e eu sei – isso te deixa solitário. Quando penso nisso, teria feito diferente e deixado as pessoas irem embora e ficado maluco por ter de reescrever tudo – eu estava com raiva o tempo todo” explicou Weiner.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio