Quadro de Leonardo da Vinci se torna o mais caro da história ao ser vendido por R$ 1.5 bilhão

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A noite dessa quarta-feira (15) guardou uma surpresa para os apreciadores de arte.

Durante um leilão na Christie’s, mais prestigiada casa de leilões do mundo, em Nova York (EUA), o quadro Salvator Mundi, de Leonardo da Vinci, se tornou o mais caro da história.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A obra foi vendida por US$ 450.3 milhões (em torno de R$ 1.5 bilhão), mesmo que especialistas não consigam concordar com sua autenticidade.

O recorde anteriormente pertencia a Mulheres de Algiers, de Pablo Picasso, que foi vendido por US$ 179.4 milhões (R$ 594 milhões) em 2015.

O leilão durou apenas 20 minutos, e Salvator Mundi era considerado o “Último da Vinci” – no caso, o último quadro do mestre da pintura que poderia ser comprado para coleções particulares, já que os outros estão em museus.

O quadro Salvator Mundi
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio