Uma personalidade da TV de Hong Kong acusa o produtor Harvey Weisntein de abuso sexual.

Seguindo a bomba que mudou Hollywood, Harvey Weinstein está novamente sendo acusado de abuso sexual envolvendo pessoas ligadas à televisão ou ao cinema.

A mais recente veio de acordo com o veículo do país chamado KH01, datado de quarta-feira (13) [horário local], que diz que Weinstein está sendo acusado de abuso sexual por uma apresentadora da TVB, de Hong Kong. Essa história possui 12 testemunhas que confirmam o caso.


A personalidade, que apareceu de forma anônima usando uma máscara durante entrevista ao HK01, disse que conheceu o produtor em 2009, quando ele estava tentando ganhar força dentro do mercado chinês de filmes e séries de TV. A mulher contou que conheceu Weinstein por Bey Logan, um representante asiático da Weinstein Company, que também está sendo acusado da mesma forma pela mesma matéria.

A mulher informou ao veículo que Logan arrumou um encontro com ela e Harvey no Hotel Mandarian Oriental em Hong Kong para falarem sobre uma possível trabalho de apresentador na versão asiática do Project Runaway, programa famoso no canal TWC. Depois de chegar, Logan disse a ela que Weinstein estaria a esperando em seu quarto de hotel. Quando subiu para o quarto e entrou, descobriu que estava sozinha com ele.

De acordo com a notícia, Weinstein e a mulher sentaram e conversaram no sofá por alguns instantes, mas o produtor começou a chegar mais peto dela, tocando em seu joelho, braço, ombro enquanto ele fala. E aí Harvey pediu se ela poderia tirar a roupa para que pudesse vê-la. Ela contou que o produtor a ameaçou: “Se você não tirar suas roupas agora, eu não poderei te dar o trabalho”.

A mulher disse que recusou prontamente, mas quando Harvey a pediu para ficar de frente para o espelho, puxou sua blusa, revelando seu corpo. Ela tentou se vestir de volta para se proteger. Em seguida, ele perguntou a ela se ela poderia assistir ele enquanto toma um banho, chegando até a oferecer a alternativa de deixar ele assisti-la tomando um banho, dizendo que apenas sentaria e olharia e que não tocaria nela.

A mulher descreveu o encontro como uma “barganha” e que se sentiu que Weinstein estava testando seus limites de aceitação. Quando Weinstein viu que ela não aceitaria seus pedidos, ele se tornou impaciente e disse a ela: “Ok, tá bem, agora pode ir embora”.

A moça, com cerca de 20 anos agora, contou desceu as escadas imediatamente e reclamou com Logan sobre o comportamento do Harvey. Ela informou ao HK01 que Logan replicou que assim que ela aceitou subir ao seu quarto, aceitaria qualquer ato que fosse acontecer.