Pamela Anderson sobre casos de assédio em Hollywood: “Essas mulheres não usaram o bom senso”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pamela Anderson criticou as mulheres que denunciaram casos de assédio sexual e abuso em Hollywood por “não usarem seu bom senso” ao se depararem com situações como as descritas com o produtor Harvey Weinstein.

“Era conhecimento comum em Hollywood que certas pessoas deveriam ser evitadas. Elas não deveriam estar em um quarto de hotel sozinhas com Harvey”, disse Anderson à apresentadora Megyn Kelly.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Quando vim para Hollywood, é claro que tive mil e uma propostas indecentes e que não faziam sentido nenhum, mas sempre usei o meu bom senso para sair de situações, ou não aceitar entrar nelas”, continuou a atriz.

“Se alguém entra no quarto de roupão, saia imediatamente. Se alguém te convida para ir a um quarto de hotel sozinha, não vá. Insista que haja mais alguém no quarto com vocês. Há formas fáceis de prevenir e remediar isso”, disse ainda.

Anteriormente, Anderson contou suas próprias experiências com assédio e abuso durante a vida, incluindo estupros sofridos durante a infância, afligidos por uma babá da família, e mais tarde na vida, por uma mulher desconhecida e um namorado de sua juventude.

As denúncias contra Weinstein foram reveladas a princípio em uma matéria do The New York Times, e desde então o produtor foi afastado de sua companhia, a The Weinstein Company. Homens como Kevin Spacey, Louis C.K., John Lasseter e Jeffrey Tambor enfrentaram suas próprias acusações de assédio sexual desde então.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio