Alec Baldwin defende Woody Allen e chama filha que o acusou de estupro de mentirosa

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator Alec Baldwin voltou a usar o Twitter para defender Woody Allen, diretor com quem trabalhou em filmes como Blue Jasmine (2013), das acusações de estupro feitas por Dylan Farrow, sua filha adotiva com Mia Farrow.

“Uma das coisas mais eficientes que Dylan Farrow tem em seu arsenal é a ‘persistência da emoção’. Como Mayella em O Sol É Para Todos, suas lágrimas e exortações existem para que você sinta vergonha de não acreditar na sua história. Eu preciso mais do que isso para destruir a vida de alguém, não importa quanta fama esse alguém tenha. Preciso de muito mais”, escreveu.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mayella, a personagem citada por Baldwin, é do clássico livro O Sol É Para Todos (To Kill A Mockingbird), adaptado em 1962 para os cinemas. Na trama, a personagem mente sobre seu estuprada.

“Dizer que Dylan Farrow está falando a verdade é dizer que Moses Farrow está mentindo”, escreveu a seguir o ator. “Qual dos filhos de Mia ficou com o gene da honestidade?”.

Moses Farrow é outro filho do diretor com Mia Farrow, que nega a história da irmã e diz que o abuso nunca aconteceu, e que Mia “treinou” a filha para mentir para os policiais e juízes a fim de se vingar do ex-marido.

“Se minha defesa de Woody Allen te ofende, é muito simples. Não me siga. Me condene. Siga em frente”, concluiu Baldwin.

Enquanto isso, o próximo filme de Allen, A Rainy Day in New York, corre risco de nem mesmo estrear nos cinemas.

Farrow respondeu a Baldwin através de uma declaração oficial (via THR): “É interessante que o Sr. Baldwin escolhe não levar em conta o julgamento do Juiz Wilk e do Promotor Frank Maco, que revisaram toda a evidência ao invés de apenas pedaços dela. No entanto, considerando que o Sr. Baldwin evocou Mayella Ewell para argumentar, esquecendo-se que muitos estudiosos do livro acham que ela foi estuprada por seu pai, parece que ele não é muito apegado a detalhes”.

Filha de Woody Allen critica Justin Timberlake por trabalhar com o diretor

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio