Fã obsessivo de Katy Perry será deportado para a Polônia

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pawel Jurski, um homem polonês de 37 anos que foi condenado por perseguir e ameaçar a cantora Katy Perry, vai ser deportado de volta para seu país natal, segundo o TMZ.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após dizer ao juiz que “faria qualquer coisa para ficar perto” da cantora, Pawel foi considerado culpado e deve ser expulso dos EUA. Ele foi preso em Miami (EUA) em dezembro, após tentar invadir o palco de um show de Perry.

Jurski foi a seis shows de Perry em um espaço de 20 dias e tentou contatá-la ou segui-la quando a apresentação terminou em cada um deles. “Ele chegou a encontrá-la em um restaurante em Chiago [EUA], mas os donos não o deixaram entrar”, explica uma fonte do TMZ.

Já em Miami, ele escalou quatorze andares de um hotel onde Perry estava hospedada para “surpreendê-la” no seu quarto.

Katy Perry vence processo contra freiras que se recusaram a lhe vender convento

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio